Sou bipolar… Tenho TOC…. Rótulos da psique…

rotulo psique

 

Muitos chegam ao consultório dizendo: Sou bipolar…. Tenho TOC…. Tenho depressão….. E por aí vai…
Dificilmente esses rótulos se confirmam com a psicodinâmica… O mais comum é a pessoa se identificar com um texto lido em algum lugar ou porque seu rótulo (psicodiagnóstico) foi dado por algum profissional da área devido alguns sintomas frequentes ou não…


Mas a verdade é que em algum momento da vida todos temos ou teremos algum(ns) sintoma(s) físico(s) ou emocional(ais) que nos enquadraria em alguma classificação de doença psiquiátrica/psicológica.


Então vale a pena refletirmos: até que ponto os rótulos ocupam uma posição na vida de uma pessoa e acabam atrapalhando, no sentido de induzirem essa pessoa a não encarar mudanças e aceitar situações?


Não dá pra se esconder ou tomar remédio durante a vida inteira, sem mudar o que incomoda em si mesmo ou na relação com os outros. Muitas vezes, por conta do rótulo atribuído, a pessoa se sente obrigada a suportar, não possui argumentos…. Afinal, geralmente é um tema velado e/ou indiscutível…


Se você se acha um bipolar, esquizofrênico ou que possui qualquer outro “transtorno” e/ou já está há anos na base de medicação para dar conta das frustrações e dos imprevistos da vida, procure um especialista para entender o porquê de seus sintomas… O que os desencadeiam?… Qual o papel deles em sua vida, etc…. Esse será um grande passo rumo a uma vida melhor e com relações mais saudáveis!


Entenda que o psiquismo tem vários recursos e que, na maioria das vezes, você ESTÁ assim e não É assim, um depressivo, compulsivo, manipulador, etc…


Chega de se esconder e busque um tratamento onde você perceba mudanças reais e significativas! Psicoterapia deve dar resultados reais e nosso papel profissional vai além de acolher e aliviar as angústias.

Deixe seu comentário