Psicoterapia de casal

As histórias têm roteiro parecido: duas pessoas se conhecem, se encantam, se apaixonam, se idealizam e aparentemente se completam, mas conforme vão se conhecendo e o parceiro “real” (com suas falhas humanas) fica em evidência, geralmente é provocado no outro ou em ambos: desencanto, decepção, desinteresse e esvaziamento de afeto e/ou do tesão.

Normalmente apenas quando se instala uma grande crise na relação é que um deles sugere vir para psicoterapia de casal em busca de soluções e o parceiro topa. No geral, uma das partes já manifestou vontade de separação e chegam no consultório permeados de sentimentos, tais como raiva, ciúme, mágoa, cobrança, desconfiança e etc… Mas há algo no casal que leva a persistir em permanecer junto, por vezes o amor entre eles, frutos do casamento (filhos, bens, família e amigos), status, dependência financeira e/ou psicológica.

Tirar o foco da crise, resgate de sentimentos, falar sobre aceitar questões no outro, ceder para o outro, mudar certas características em si próprio e negociar o que é melhor, considerando os dois, além de reflexão sobre condutas que não beneficiam a relação e propostas de ações que facilitem a comunicação e confiança farão parte do trabalho. Isso tudo culminando em aprender a incluir o diálogo franco.

O foco neste trabalho é o “nós” e a relação, porém o “eu” fragilizado fica em evidência. Para o sucesso da terapia, os envolvidos devem querer encontrar soluções para os problemas do relacionamento e devem se comprometer a participar das sessões sempre juntos.

A proposta desta psicoterapia é propiciar um clima terapêutico, onde o casal tenha possibilidades de conversar de modo franco sobre os desgastes da relação, acerto de contas, família e projetos, entre outros temas que julgarem pertinentes.

O papel principal do psicoterapeuta é ser mediador na maior parte do tempo, mas também pode utilizar técnicas psicodramáticas que viabilizam mobilizar “os porquês” da crise instalada.

Previsão de psicoterapia para o casal:
8 a 12 sessões, com duração de 1:30h a 1:40h cada, com aplicação de técnicas que possibilitem a resolução dos problemas vivenciados pelo casal. Importante frisar que a psicoterapia proposta, bem como a quantidade de sessões e o tempo em que serão realizadas deve variar de acordo com a situação do casal e sua predisposição a participar.