Diferenças sobre Psiquiatria clínica e a Psicoterapia

 

Nós da Anásile Psicodramática entendemos como diferente as posturas entre: Psiquiatra Clínico, Psicoterapeuta e Psiquiatra terapeuta.

Psiquiatra Clínico: profissional médico que trabalha com medicações psiquiátricas e se fundamenta nos quadros diagnósticos e nos procedimentos da psiquiatria clínica, operando basicamente com CID-10 e com enfoque nos sintomas (síndrome pânico, TOC, depressão etc).

Psicoterapeuta: profissional com formação em Psicologia, Medicina ou outra formação básica com especialização para trabalhar com os processos de psicoterapia ligadas ás escolas psicodinâmicas. Estes profissionais se realmente necessário encaminham seus clientes para um médico e ocasionalmente indicam drogas fitoterápicas. O enfoque aqui esta nas causas psíquicas que desencadeiam os sintomas.

Psiquiatra terapeuta: psiquiatra com especialização nos processos psicodinâmicos e não se baseia apenas nos sintomas para medicar.

Enfoques:

Psiquiátrica clínica: Sintomas e medicação. Consequências: clientes passam a se auto definir por seus sintomas, exemplo: eu sou depressivo, eu sou compulsivo sexual, eu tenho síndrome do pânico etc… Além desta autorotulação também maximiza poder da medicação causando dependência. Nestes quadros muitos clientes perdem o interesse pelas verdadeiras causas de seus sintomas provindos do psicológico.

Análise Psicodramática: Baseia-se nas causas psicológicas que desencadeiam sintomas, trata conflitos internos para eliminação de sintomas. A medicação quando utilizada é apenas para abrandar sintomas exacerbados e que realmente estão prejudicando a vida do cliente. Consequências: Trabalhamos causas e sintomas, a medicação é vista apenas como uma aliada para diminuir sofrimento e para acelerar quando necessário o processo psicoterápico.